Cézar Carneiro de Souza



DIA DOS PAIS

07-08-2016
                           
Queridos amigos meus,
Que amamos e nos amais,
Agradeçamos a Deus
A benção de nossos pais.
                                                    
Meimei

***

TROVAS NO DIA DOS PAIS

A festa que conhecemos
Entre as mais originais,
É aquela que se improvisa
Honrando o Dia dos Pais.

Casimiro Cunha

***

Amor de Mãe sobre a Terra
Transforma-se em doce chama,
Mas, no homem quando é pai,
O coração também ama.

Pedro Silva

***

Mulher que preserva o lar
Ama, sofre, serve e crê,
Se enxerga os erros do homem,
Faz de conta que não vê.

Mariana Luz

***

Em certas ocasiões,
Quando a vida se lhe explode,
O homem quer ser fiel,
Quer ser fiel mas não pode.

Juvenal Galeno

***

Mulher conserva o marido
Se procura compreendê-lo,
Ciúme lembra serpente
Tomando a forma de zelo.

Lucano Reis

***

Feminismo sem os homens,
Ser livre só por prazer,
Nada sei do que pretende,
Nem sei o que possa ser.

Chiquinha Gonzaga

***

O homem constrói a casa,
Trabalha sem propaganda,
Acolhe os filhos que nascem,
Mas a mulher é quem manda.

Cornélio Pires

***

Ante os enganos do amor,
A censura não nos cabe.
Erros de afeto no mundo?
Somente Deus é que sabe.

Lulu Parola

***

Mamãe faz compras, a rodo,
Na moda que se propaga,
Mas quando a conta aparece,
O pai amigo é que paga.

Antônio de Barros

***

Lembrando o Dia dos Pais,
Do mais rico aos mais plebeus,
Festejemos nesta data,
O Grande Dia dos Pais.

Auta de Souza

***

Na Terra, habitualmente, esperamos encontrar, em nossos filhos, gênios de grandeza moral. De igual modo, quando na condição de filhos, desejamos possuir nos pais modelos intocáveis de virtude.

Mais longamente internados na escola física vamos reconhecendo, a pouco e pouco, seja qual seja a posição que nos cabe no mundo, que somos o que somos, criaturas ainda incompletas a caminho da perfeição, unidas transitoriamente umas às outras, entre as paredes do lar ou nos compromissos domésticos para fins de resgate ou burilamento.

Reflete nisso. E se a vida te entregou a pais ou mães difíceis, que não puderam ou não te podem apresentar, por agora, dia por dia, inalteravelmente uma certidão de irrepreensibilidade, não deixes de amá-los e respeitá-los, mesmo assim.

UEM – Francisco Cândido Xavier/Autores Diversos.


***

PAIS DE FAMÍLIA

Há quem diga que não pediu aos genitores para nascer, entretanto, essa mesma criatura em rebeldia talvez seja aquela que, antes do berço, se lhes erigia em obsessor afetivo, a esmolar-lhes repetidamente uma nova existência na Terra, até que lhe cedessem aos anseios, integrando-se um com o outro, para que esse filho ou filha, hoje revoltados, atingissem o plano físico tentando novas aquisições de progresso.

Se sofres conflitos e ouves alguém a debitá-los na conta de traumas nascidos de aversão, desprezo, inveja, ódio, vinculação afetiva ou super proteção por parte dos pais difíceis que talvez tiveste ou que provavelmente ainda agora te acompanham, recorda que semelhantes estudos poderão expressar a verdade do ponto de vista terrestre, mas não te esqueças de que as leis da reencarnação estão funcionando. E que na posição de pais ou filhos somos seres em aperfeiçoamento, demandando a imortalidade, e que unicamente à custa de compreensão e respeito recíproco lograremos sanar os próprios desequilíbrios e desajustes.

Ante pais ou mães complexos, auxilia-os, sem jamais reprová-los. Eles te pedem entendimento e apoio, a fim de acertarem com os próprios rumos, tanto quanto recebeste deles apoio e entendimento para alcançar a escola humana.

Todos nós, os espíritos em evolução na Terra, por enquanto, nos achamos ainda muito longe das qualidades angélicas. E todos nós, sem exceção, precisamos de amor e do amparo do amor para viver, conviver e sobreviver.

De Emmanuel.

Da Obra Chico Xavier pede licença, de Espíritos Diversos, por Francisco Cândido Xavier e J. Herculano Pires-Ed. GEEM.

***

O coração de mãe é animado por um sentimento nobre e profundo. Portanto, elas são tal qual a lâmpada a iluminar os passos de seus filhos.

Recordemos, porém, o Dia dos Pais: lembremo-nos de que nas avenidas da vida a lâmpada é sustentada pela humildade constante e silenciosa do poste, auxiliando-a na iluminação do caminho dos filhos.

De Adelino de Carvalho

Da Obra Palavras do Dia a Dia, de Adelino de Carvalho, por Celso de Almeida Afonso - Ed. ELCEAA.

César Carneiro de Souza
cezarcarneiro@hotmail.com

Voltar para a página anterior / Voltar para a página principal