Vladimir Polízio



O que é o Espiritismo

26-6-2019

Espiritismo - Doutrina Espírita ou, ainda, Doutrina dos Espíritos – é pois, o conceito elaborado com estrutura sólida no Evangelho de Jesus. Traz profundos e envolventes esclarecimentos da compreensão do Deus único, bom e justo, Todo-Poderoso, como um Pai que a tudo provê. Devassa e detalha o entendimento de que, além da vida material, existe uma outra, para onde seguem todos após a morte do corpo físico e que a vida é uma contínua e permanente evolução para a plenitude. Tem, em seu conteúdo, explicação, esclarecimento e ensino não deixando questão nenhuma na obscuridade. Não trata, pois, de suposições, hipóteses ou opiniões pessoais. Todo seu ensino é fruto do empenho dos espíritos.

O Espiritismo é o clareador de idéias; é a luz que afasta as trevas; é a terra arroteada que acolhe e germina a semente; é a flanela que limpa e exibe a beleza empanada pela ignorância; é o conceito englobando a CIÊNCIA, a FILOSOFIA e a RELIGIÃO.

CIÊNCIA, porque se traduz no conhecimento, e no estudo, tratando do mundo dos espíritos e sua relação prática e direta com o mundo físico.

Os estudos levados em conta sobre as experimentações ou manifestações de um modo geral dos fatos considerados e tidos naturalmente como fenômenos sobrenaturais e até vistos como inexplicáveis, pois nunca haviam sido estudados, são devidamente esclarecidos pelo Espiritismo. O método experimental, desde os primórdios dos estudos pertinentes às manifestações dos espíritos, na França, foi largamente empregado a fim de expor ao mundo, com toda a seriedade e respeito, o resultado obtido com os trabalhos práticos realizados com a frequência que o interesse recomendava. Diante dos fatos novos que chegavam a todo instante de diversas partes do mundo, pois os ditos fenômenos aconteciam em vários lugares, grupos se organizaram com tais propósitos, e o resultado está nos alicerces que sustentam o conceito doutrinário espírita.

Os vivos do outro lado da vida nunca deixaram de auxiliar os vivos daqui. São inegáveis as afirmativas de que os espíritos exercem, de maneira direta e permanente, influência poderosa no mundo terreno e em seus habitantes.

Uma observação cuidadosa nos fatos diários ocorridos no lar ou fora dele vão dar uma dimensão da participação espiritual muito maior do que se imagina.

Tanto o Velho quanto o Novo Testamento enfocam um sem número de fatos ocorridos com a interferência do mundo espiritual, inclusive nas questões de mediunidade, obsessão, transfiguração e materialização. O livro básico deste princípio é ‘O Livro dos Médiuns’.

É FILOSOFIA, porque a temática aplicável aos estudos extrapola o limite terreno, pois cuida do entendimento e consequências morais que decorrem dessa relação, não fazendo, em absoluto, suposições.

“Ela examina a lógica das provas religiosas e testa os métodos de investigação utilizados pela religião”.

O Novo Dicionário Aurélio da língua portuguesa e o Dicionário Houaiss da língua portuguesa apontam a filosofia como sendo “o amor à sabedoria”, e é justamente isso que coloca Kardec à frente dessa pesquisa.

É o próprio Codificador que faz a definição do Espiritismo:

– “O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática, ele consiste nas relações que se pode estabelecer com os espíritos; como filosofia, ele compreende todas as consequências morais que decorrem dessas relações”.

Daí concluímos que a farta Literatura Espírita traz amplo esclarecimento acerca da vida, através dos contatos mediúnicos (extra-físicos), ou seja, das informações procedentes do outro lado da vida, em faixa vibratória que não está visível para nós outros.

O Espiritismo apresenta, ainda, estudos aprofundados sobre 'a pluralidade dos mundos’; ‘a pluralidade da existência física’; ‘a imortalidade do espírito’; ‘situação do homem durante a vida terrena (lei de Causa e Efeito)’; e ‘situação do homem depois da morte’. A obra básica desses ensinamentos é ‘O Livro dos Espíritos’.

É RELIGIÃO, porque abraça, pratica e divulga o Evangelho (A Boa Nova), sem contudo envolver-se com quaisquer dos formalismos exteriores do sistema de culto.

E, como religião, deve-se compreender que a linha que norteia os rumos dos ensinamentos do espiritismo não tem outra fonte de reflexo que não o Evangelho de Jesus. É no divino Mestre, que está espelhada a Doutrina Espírita.

-o-


Vladimir Polízio
polizio@terra.com.br

Voltar para a página anterior / Voltar para a página principal